Meu querido mês de Agosto...

Chegou ao fim o mês de agosto. O meu querido mês de agosto. Mês dos meus anos, mês do meu coração, mês das férias, mês do sol.

Mês em que há tempo para tudo e em que perdemos a noção do tempo. O mês em que enchemos o carro de areia da praia, em que enchemos os nossos dias de sol, em que damos mergulhos diários. Mês em que a minha única profissão é ser mãe (tão bom).

 

Com o mês de agosto, terminam também as férias… Confesso que cada vez me custa mais o regresso. Antes o regresso era feito de esperança e de expetativas positivas, de fazer coisas novas, de novas ideias. Agora, começamos com este sentimento de receio pelo que aí vem, porque sabemos que é quase certo que para melhor não vamos… 

 

Mas falemos agora de férias. Começámos a norte, mas rapidamente rumámos para sul. Foram 3 semanas de praia e piscina. Uma delícia. O João simplesmente adorou a praia, a areia, o mar, a piscina. Filhos de peixes, peixinhos são. A Teresa já se desenrasca muito bem, com braçadeiras. A água no sotavento esteve sempre nuns simpáticos 24º. Chegávamos à praia cedo (por volta das 9) e íamos logo para a beira-mar. O João andava por ali na beirinha da água a gatinhar e chapinhar e a Teresa aproveitava as piscinas naturais que surgem na maré vazia para dar uns mergulhos. Depois dávamos uns mergulhos a sério e regressávamos à toalha para a hora dos lanches (e da bola de berlim). Por vezes o João adormecia no carrinho, outras vezes brincava mais um bocado, e outras ficava resmungão com o sono… :) Às 11 regressávamos. À tarde, geralmente, aproveitávamos a pisicina. E o tempo que esteve??? Fantástico. 

 

Todos os dias estiveram excelentes. Passeámos algumas noites (mais quando estivemos na praia da Luz) e noutras descansámos um pouco, tentando repor energias dos dias intensos. Sim, porque a ideia de férias não casa muito com a ideia de descanso quando temos duas crianças pequenas (uma delas tão pequena como o João). Por vezes, conseguimos coincidir as sestas dos dois reguilas o que nos deu 1/2 horas de descanso. Mas confesso que não foram muitas vezes. A verdade é que geralmente leio 3 livros nas férias e este ano levei um e nunca o abri…… hehehe 

 

As doenças estiveram longe da nossa porta. Apenas a Teresa teve uma tosse chata, mas mais nada. O João com o que correu no chão, "nadou", etc., nuca teve nada. E o que ele gatinha??? A uma velocidade estonteante!! Quer abrir gavetas, portas, no dia em que chegámos a casa, entrou na cozinha e num segundo arrancou uma flor dum vaso (sim, uma flor dum vaso)…

 

E amanhã recomeçamos… Quando são mesmo as próximas férias???

 

 

publicado por pipocateresa às 22:15 | favorito