A primeira sopa

Ontem a Teresa acordou muito chorosa e murchinha, o que não é nada normal nela. A Pipoca acorda sempre muito alegre e bem disposta. Ontem eu tinha aulas de manhã (eles parece que adivinham) e foi o papá que ficou com ela. Quando cheguei à hora de almoço já doía a cabeça ao papá de tanto choro...

 

A verdade é que a Teresa não tinha feito cócó no dia anterior e estava muito incomodada. Via-se nitidamente que era esse o problema. A Teresa nunca teve esses problemas, mas desde que começou com a papa os intestinos começaram a funcionar de outra forma e por duas vezes não fez cócó durante 48 horas. Estive a ver na net alguns conselhos para estimular os intestinos e coloquei em prática as várias sugestões. Desde massagens, a estimular o rabinho com um termómetro molhado em azeite, fazendo movimentos circulares, nada resultou. Teve mesmo que ser o bebegel a entrar em acção. Assim que coloquei fez logo, e de tal maneira que tive que a colocar na banheira...

 

Pensei, por isso, iniciar a sopa como refeição de substituição da papa. E assim foi... Cozi duas batatas, meia cebola, uns bocados de abóbora e uma cenoura em água. Depois de tudo cozido, passei com a varinha e deitei um fio de azeite. Entretanto, cozi duas pêras e esmigalhei-as com o garfo (asneira, grande, já explico porquê).

 

E estava tudo pronto. A sopa ficou muito boa, muito cremosa. Fiz para duas vezes, pelo que hoje vai comer a segunda dose. Como correu? hmmmmm. lollol. Foi muito engraçado. A Teresa fazia imensas caretas e puxou mesmo para vomitar, coitadinha... Não gostou, pois... Mas lá comeu ainda algumas colheres. Pode ser que hoje corra melhor.

 

Entretanto, dei-lhe um bocadinho de fruta... Pois, engasgou-se a sério a minha menina. Coitadinha. A mamã não sabia que se tinha que passar a fruta com a varinha, pensava que seria suficiente esmigalhar muito bem. Assim que percebi, passei a pêra toda muito bem até fcar tipo papa. Mas ela continuava a não querer. Não insisti.

 

Enquanto estava a fazer o nosso jantar, pensei que talvez colocando um bocadinho da pêra no meu dêdo ela iria chupar e se aperceberia o que o sabor era bom. Assim fiz! E resultou! Comeu imensa pêra e só não comeu mais porque eu não quis dar mais do que metade da dose.

 

Penso que a introdução da sopa nem correu assim tão mal. De facto, ainda comeu algumas colheres e acabou por aguentar quase 3 horas até à refeição seguinte. Veremos como corre hoje...

publicado por pipocateresa às 09:23 | comentar | favorito