...

Faz hoje exatamente um ano que escrevia isto:

 

"150 dias

 

São 3600 horas. São 216 000 minutos. São 12 960 000 segundos.

 

Foi este o tempo em que a minha profissão foi ver-te acordar, foi mimar-te, alimentar-te, foi limpar as tuas lágrimas, foi ver-te dar o primeiro sorriso, foi fazer-te rir, foi ver-te agarrar os primeiros bonecos, foi ouvir-te nos teus primeiros sons. A minha profissão foi dar-te a primeira papa e a primeira sopa. Foi passear contigo nos poucos dias em que fez sol. Foi proteger-te em casa nos muitos dias em que esteve chuva. Foi estar contigo e para ti.  

 

Passaram 150 dias desde o dia em que chorei de uma forma arrebatadora quando te vi chorar. Porque o amor que senti por ti foi assim. Total, arrebatador, imenso, absoluto.

 

Passaram 150 dias desde o dia em que nos começámos a conhecer. Do que gostas, do que não gostas. O que te alegra. O que te faz chorar.

 

Passaram 150 dias, 3600 horas, 216 000 minutos, 12 960 000 segundos e parece que hoje é dia 23 de setembro, são 16.11 e choras.

 

E sim, sei que virão muitos mais dias, muitas mais horas e minutos e segundos, mas hoje o que sinto é que terminaram os (só)nossos 150 dias."

 

E sinto estas palavras como se tivessem sido ontem. 

 

publicado por pipocateresa às 09:57 | comentar | favorito