Dia de aprendizagem por modelação...

É verdade, hoje foi dia de aprendizagem por modelação, que é a mesma coisa que dizer, em linguagem não psicológica, que foi dia de aprender com a experiência dos outros. Duas conversas, resultaram em importantes aprendizagens:

 

1. A primera tem a ver com a sopa da Teresa. Pois que a minha filhota, sopa não é doce, por isso quer mas é papa. Ai a quem tu sais miúda??!! hihi. Em conversa com a minha amiga Telma retirei a seguinte dica: colocar a fruta a cozer juntamente com os restantes legumes, torna a água mais doce, bem como o creme de legumes. Depois do blog da mamã Sofia, retirei ainda esta dica: substituir batata por batata doce e cenoura por abóbora torna o paladar da sopa mais agradável. À falta de batata doce, só consegui colocar em prática duas dicas: a dica da fruta e a da abóbora. Resultado: correu melhor, e com música à mistura a minha Pipoca lá foi comendo a sua sopinha. Ainda não comeu tudo e passado uma horita e meia a maminha da mamã lá teve que entrar em acção. Mas que melhorou, melhorou e com calma vamos lá.

 

2. A segunda aprendizagem tem a ver com o infantário. Neste momento, a Pipoca ainda não está  no infantário e começou hoje a fazer a sua adaptação. O papá levou-a de manhã (eu estava a trabalhar) e ficou com ela na salinha dos bebés durante uma hora. Amanhã serei eu.

 

Em conversa com uma colega que tem dois filhotes, partilhei que me sinto super mal por estar a levá-la para o infantário. De facto, apesar deste infantário ser o que mais me agradou de todos os que visitei, a verdade é que agora que lá entrei para deixar o meu tesouro, só vi defeitos... A verdade é que o problema não é o infantário mas sim eu. Eu que me sinto egoísta por deixar a minha razão de viver ali naquele espaço que ela não conhece (ainda, eu sei...), sem os brinquedos dela, sem a música que ela adora, sem os mimos e as atenções que recebe aqui em casa.

 

A minha ideia inicial seria colocar uma ama cá em casa é até tinha a referência, mas depois ponderámos que seria para  pipoca mais fácil fazer a transição agora do que depois... Enfim, não sei bem porquê, mas a verdade é que decidimos assim e que estamos a pagar infantário desde setembro.

 

Então e o que é que a minha colega disse. Do primeiro filho fez exactamente o que eu pensei fazer: ama em casa até aos 2 anos. Hoje arrepende-se imenso e o segundo filho foi logo aos 5 meses para a creche. Arrepende-se porque o filhote nunca se adaptou ao infantário, durante um ano chorava todos os dias em que ela o deixava lá, os colegas batiam-lhe e ele não se sabia defender,entre outras coisas. Gostei de ouvir a experiência dela porque foi a de alguém que já passou pelo mesmo que eu e que tem as duas experiências: a de colocar no infantário e a de não colocar. Ainda não estou decidida, mas fiquei mais consolada.

 

Amanhã vou ver como corre no infantário...

publicado por pipocateresa às 21:44 | comentar | favorito