30
Mai 09
30
Mai 09

A reboque...

 

 

É assim que andamos pela casa... com a princesa a reboque. Está super entretida e feliz a brincar, assim que viro costas, nem que seja para ir ali mesmo lado, ela chora, mas de uma tal forma que parece que tem uma torneira de lágrimas. Assim que me avista, volta a rir como se nunca tivesse chorado. Bem sei que é a tal "ansiedade de separação" mas assim vista e in loco é muito mais interessante e desconcertante... Portanto, transporto-a para todo o lado na sua espreguiçadeira que, neste momento, só serve para andar com ela atrás de mim, porque quando está na sala quer é estar no chão, no tapete de actividades, rodeada de muitos brinquedos. A foto foi tirada depois do meu banho matinal.  

 

O dia foi uma delícia. É tão bom estar em casa para ela e com ela... Tive imenso trabalho para fazer, claro, coisas de casa, mas tê-la ali ao meu lado é bom, bom. E no final do dia, quando arrefeceu finalmente, descemos o elevador e demos uma volta, à volta do prédio. Sentámo-nos numas escadas, com vista para a cidade , e ficámos a "namorar". E ser feliz para mim é isto: olhar para ela e vê-la tão feliz, olhar para o pai e ver como se delicia com os nossos momentos, e não me apetecer mais nada, senão chegar ao fim de semana e saborear estes bocadinhos nossos.

 

 

publicado por pipocateresa às 22:09 | comentar | ver comentários (4) | favorito
29
Mai 09
29
Mai 09

Sopa de peixe

Foi esta semana! Aprovadíssima! Mas que boa boca é esta minha filha! Reage sempre bem aos primeiros sabores, o que não é assim tão normal.

 

Não tenho tempo, por agora, para escrever mais, mas não podia deixar de registar o momento.

 

E este fim de semana cá em casa vai-se falar Inglês. Temos visitas vindas da América. Amigos do papá. Ao menos desenferrujamos a língua, sem sair de casa...

publicado por pipocateresa às 13:22 | comentar | ver comentários (1) | favorito
22
Mai 09
22
Mai 09

Sabe tão bem...

Ter um dia como hoje.

 

Não foste ao infantário porque tive que passar na médica devido ao teu rabinho assado.

 

Foi um dia tão doce como o algodão doce. Entre muitos mimos, sonos longos (que me permitiram corrigir uns trabalhos), passeio à beira do rio, brincadeira e colo, muito colo, passámos o dia. E tu, meu amor, riste-te o dia todo! Mas que alegria!

 

E é nestes momentos assim que me lembro (e que penso e que sinto) como era bom partilhar contigo, a 100%, os primeiros anos da tua infância.

 

publicado por pipocateresa às 23:05 | comentar | favorito
21
Mai 09
21
Mai 09

Pela primeira vez longe de ti...

Na quarta-feira da semana passada rumámos ao Porto, em direcção à casa da avó para deixar lá a minha pipoca fofinha. Na quarta de manhã estive em casa a preparar sopas, a fazer malas e a garantir que nada seria esquecido. Na quarta ainda dormimos no Porto e a princesa dormiu bem. Na quinta seguimos para o congresso (o meu marido foi comigo). Foi em Santiago de Compostela pelo que fomos de carro e como é só a duas horas de distância de casa da minha sogra, mentalizei-me que, em caso de necessidade, rapidamente chegava ao pé da princesa.

 

Durante a viagem ia distraída visto que daí a umas horas estaria a comunicar, pelo que não me custou muito. A comunicação correu bem e o dia também se passou bastante bem. O hotel era mesmo em frente ao congresso e era excelente: como não sabia se iria levar a Teresa comigo procurei o que fosse mais perto e tive imensa sorte porque por 130 euros por noite fiquei num hotel de 5 estrelas. Houve quem pelo mesmo preço ficasse num hotel inferior e muito mais distante.

 

Na sexta as saudades começaram a apertar. Entretanto, de casa da minha sogra fomos sabendo notícias, boas. O pirolito tinha dormido bem, estava bem disposta e comia bem. A minha sogra estava feliz da vida! Eu lá me descontraí e tentei aproveitar para aprender e, sobretudo, para me distrair. E, de facto, para isso foi muito bom. Sair da rotina profissional, que é sempre tão cheia, e saber o que se anda a fazer por aí na minha área. Tirar ideias, pensar em coisas novas para fazer. Foi bom! Depois para nós, casal, também foi muito bom. Confesso! Estarmos só nós, passear de mão dada, sair um pouco à noite! E tudo isto em dois dias e meio...

 

No sábado o meu coração de mãe já estava do tamanho de uma ervilha e, por isso, não fiquei até ao fim do congresso. Por volta das 11 horas saímos de Santiago e fomos almoçar ao Porto. O meu amor riu-se tanto, mas tanto! Estava mesmo feliz!

 

Entretanto esta semana tem andado cheia de mimo, claro. Os dias na casa da avó tiveram este efeito. Quando chegámos, só queria adormecer no colo, não podia estar sozinha um minuto... Agora já está melhor.

 

A minha vida anda numa correria e nem tive tempo de actualizar o nosso cantinho. Vou redimir-me... É que ela está tão gira que há sempre coisas para contar. Agora só quer estar sentada e, depois, de vez em quando lá tomba para um dos lados. Deitada de barriga para baixo é que não é nada com ela. Assim, meu amor, nunca mais gatinhas.

publicado por pipocateresa às 18:51 | comentar | ver comentários (4) | favorito
09
Mai 09
09
Mai 09

Últimas e 7 meses

Esta semana foi dura.... E quando esperava "aquele" momento de descanso, eis que a pequerrucha adoece. Ligaram-me do infantário, à hora de almoço e como estava em Coimbra, fui logo buscá-la. Estava com febre e o peito apanhado. Passou a tarde mais ou menos, mas à noite acordou à 1 da manhã e só voltou a adormecer por volta das 5. Estava queixosa e chorona. Tinha também algumas cólicas. Hoje ainda só lhe coloquei um benuron porque a febre estava a subir, mas está um pouco melhor. Para a expectoração temos feito vapores com folhas de eucalipto. Vamos ver se amanhã já está melhorzinha.

 

Na próxima semana vou para um congresso no estrangeiro e a princesa vai ficar com a avó no Porto. Isto se melhorar claro! De qualquer forma só vou na quarta, por isso, até lá dá para ver a evolução.

 

E na quinta-feira o meu amor pequenino fez 7 meses! Está tão grande, linda e simpática!

- Come muito bem e não tira os olhos de nós quando comemos.

- Diz um "olá" e um "papá" quase perfeitos. Mexe os pés constatemente... aqueles pézinhos não páram!

- Adora mimos, festas e beijinhos. E também ela já dá uns beijos muito molhados e faz umas festas que são uma ternura.

- Música, música, música. Dêem-lhe música e ela fica bem!

- Já se vira muito bem e aguenta algum tempo sentada.

- Quando não quer estar sentada faz a ponte com as costas e resmunga.

- Raramente chora e acorda sempre a palrar e bem disposta!

- Adora o Hopla. Quando começa a música inicial, ela até treme. Fica muito atenta durante o episódio e reage ao que vê, sorrindo em algumas partes.

- Quando está a ouvir música os braços e as pernas estão sempre em acção.

- Gosta muito que a coloquem em pé!

- Continua com uma cara de reguila que não engana ninguém: vais dar trabalho filha! E depois tem um nariz torcido... faz um ar de enjoada quando não gosta de alguma coisa... 

 

Enfim, és linda! E eu meu amor adoro-te!

 

"Olha aqui
Preste atenção
Essa é a Nossa Canção
Vou cantá-la seja aonde for
Para nunca esquecer
O nosso Amor
O nosso Amor...

Veja bem, foi você
A razão e o porquê
De nascer esta canção assim
Pois você é o amor
Que existe em mim..."

(No outro dia estava numa loja de roupa e ouvi esta música, pelos vistos já velhinha, numa versão cantada pela Vanessa da Mata. Parei, ouvi e derreti-me.)

publicado por pipocateresa às 20:24 | comentar | ver comentários (4) | favorito