E depois há aqueles dias...

A maternidade também é feita de dias em que desejamos conseguir ir à casa de banho sem atrelados (5 minutos??).

Em que gostávamos de conseguir que as unhas secassem depois de as pintarmos.

Em que aquela resmunguice de fundo já nos irrita as entranhas.

Em que nos sai um grito mais alto.

Em que gostávamos de ter tempo para fazer coisas simples, mesmo simples, como secar a loiça sem ser a prestações, como fazer uns biscoitos do início ao fim, sem interrupções de horas pelo meio...

Tomar banho sem ser a correr e em sobressalto (não mexas, não tires, não abras, não puxes). E pôr creme no corpo? Ai pôr creme... onde anda esse hábito que era diário.

 

Sim também há aqueles dias...

                          ... mas mesmo nesses dias ouvimos um recém-nascido chorar na televisão e desejamos viver tudo novamente. 

 

 

publicado por pipocateresa às 21:41 | comentar | ver comentários (2) | favorito