26
Mai 14
26
Mai 14

Conversas de Teresa#6

 

Cá em casa há uma intensa evangelização do João em torno dos clubes de futebol. Eu SCP, o pai FCP, a filha Académica (linda a minha princesa, rapidamente arranjou uma solução de compromisso para não entrar no jogo das rivalidades). Então eu viro-me para o João e digo várias vezes "SPORTIIIIINNNG", vem a teresa e grita "BRIOOOOOOOSA", o pai por enquanto remete-se ao silêncio, convencido de que as vitórias do clube falarão por si na hora de escolher (enfim, e com razão...). No sábado eu viro-me para a teresa depois de ela gritar briosa várias vezes e digo séria: Teresa olha que a mamã já está a ficar zangada, pára lá com isso. Teresa já a fazer beicinho:

- Oh mamã tudo isso por causa de um clube de futebol???!!!!

 

:)

 

publicado por pipocateresa às 10:59 | comentar | ver comentários (2) | favorito
24
Mai 14
24
Mai 14

Chegou a hora do adeus #1

Aproxima-se o final do ano letivo. Com ele fecha um ciclo e um novo começa: a Teresa vai para a escola primária. Ainda continuamos indecisos sobre as escolas a colocar na lista (ai ai, eu sou muito decidida nas minhas coisas, mas quando se trata de decidir pelos seres mais importantes da minha vida... complica). Na escola aproxima-se o dia da festa de final do ano: é já dia 6 de junho. Já!! O tema deste ano é Coimbra e por isso toda a festa está construída em torno da tradição académica. Não sabemos mais nada porque a teresa tem mantindo o silêncio (confesso que chega a preocupar-me a forma como ela guarda os segredos).

 

Os pais também estão a preparar uma surpresa. Aproveitando o facto de um dos papás ser camaramen da sic, vamos fazer um filme que vai ficar MUITO giro. Nesse filme está o nosso agradecimento. Cada família segura um cartão A4 com uma frase que conjuga com outras anteriores. No final as imagens vão surgindo e as frases ficam ligadas, juntas forma um texto. Uma frase por finalista num total de 21 frases.

1-  Ser finalista…

2-  Não significa chegar ao fim…

3-  É antes o início…

4-  De uma nova etapa

5-  Em que vou usar

6-  O que aprendi a brincar…

7-  a explorar, a descobrir,

8-  a criar, a imaginar,

9-  escrever, contar, desenhar

10- Ser amigo e partilhar.

11- Tive colo, tive mimo

12- Sorri a chorar, chorei a rir

13- Cumpri regras, aceitei o não

14- Sonhei e imaginei…

15- Tudo o que conquistei

16- Do fundo do coração

17- Momentos, recordações

18- Saudades fizeram nascer

19-Por tudo isso obrigado

20- a todos , a cada um…

21- aos Pimentinhas.

Todos: Obrigado Pimentinhas

Filmámos esta manhã no parque verde. Vai ficar lindo!

publicado por pipocateresa às 21:16 | comentar | ver comentários (4) | favorito
18
Mai 14
18
Mai 14

Um sábado diferente

 

 

O sábado começou diferente. Às 10.00 já estavámos em Águeda para participar no evento "Bebés com música" que teve lugar na Biblioteca Municipal Manuel Alegre e deu início a um fim de semana cheio de atividades para crianças: o Festival i. Adorámos!!! Vale mesmo a pena! Durante 45 minutos não se ouviu o João... Super atento, deliciou-se com todas as músicas e apenas se mexia para bater palmas!! A Teresa também adorou! Sempre muito participativa neste tipo de eventos, fartou-se de responder às perguntas que os cantores/atores iam fazendo.

 

Terminado o evento, rumámos à Pateira de Fermentelos, a maior lagora natural da Península Ibérica. Um pequeno paraíso que ainda não conhecíamos. A mim recordou-me o meu Alqueva do coração (numa versão mais pequena, mas que tem o encanto de ser natural). Almoçámos num restaurante com uma vista fantástica para a lagoa. O João portou-se bastante bem, tal como a Teresa. Foi muito bom!

 

Depois confiantes de que o joão iria dormir uma bela soneca, decidimos seguir para a Costa Nova para depois irmos até Mira, sempre junto ao mar. Pois... já estávamos a pedir muito. A Teresa adormeceu, rota de tanto entusiasmo, mas o nosso Juanito foi sempre acordado, mas tranquilo. Parámos em Mira para um passeio na praia. Para não variar, apesar de estar um calor de 30º em Águeda e em Coimbra, ali não passava dos 22º e uma "ventosga" de tal ordem que gelámos enquanto eles brincavam na areia (ao menos eles tinham casaco).

 

Regressámos a Coimbra, super cansados e o joão aterrou na cama para uma sesta às 17.00... É um resistente este meu rapaz!!

Cansados mas felizes! :)

publicado por pipocateresa às 22:04 | comentar | favorito
07
Mai 14
07
Mai 14

20 meses

- Continuas a dormir muito bem, mas acordas cedo, cedo. 6.45, és a nossa alvorada.

- Tens uma energia inesgotável. Andas, mexes, tiras, pões, corres, empurras, arrastas. Ufa, ufa.

- És muito desenrascado. Já disse isso antes, mas cada vez é mais notório. Num destes fins de semana, em cada da avó, andavas a brincar na relva. Entretanto, subiste o degrau do pátio que por ser bastante alto, te obrigou a subir com o apoio da barriga. Logo a seguir quiseste descer. Olhaste para o degrau, e de imediato te viraste de costas e desceste colocando-te de joelhos. Isto enquanto eu ia tendo um fanico a pensar que te ias atirar do degrau abaixo...

- Comes muito bem. Gostas de tudo.

- Adoras a mana. É uma paixão!

- Adoras música. Tens um vício enorme por músicas, e constantemente queres que te coloque músicas no iphone, na televisão, no ipad ou no computador. Para além disso, temos que estar sempre a esconder tudo o que seja este tipo de aparelho porque assim que vês um num raio de 1 km começas a pedir para te darem.

- Adoras riscar folhas. Não ligas a bolas, mas gostas de carrinhos. O que mais gostas é de andar com sacos de um lado para o outro e de arrastares coisas (caixas, cadeiras, vassoura).

- Às vezes consegues dar connosco em doidos porque não te entretens com nada e constamente queres atenção. Não ficas sozinho a brincar e mesmo com a mana é muito raro. És um bocadinho resmungão e do contra. lol Mas és muito, muito doce.

 

 És o meu furacão. Um doce furacão.

publicado por pipocateresa às 22:41 | comentar | ver comentários (1) | favorito
06
Mai 14
06
Mai 14

Gosto-vos

Depois de jantar.

Enroscado no meu colo, ouves músicas no youtube. Ouves as canções da anita, como um dia a tua irmã ouviu.

Gosto-te.

Sentir o quentinho do teu corpo pequenito.

Ali.

Não há hoje, nem ontem, nem amanhã. Apenas tu.

E a mana.

Sentada ao nosso lado, encostada ao meu ombro.

Gosto-vos.

Tanto, tanto, tanto, que às vezes dói.

publicado por pipocateresa às 22:35 | comentar | favorito