As últimas...

Cá por casa os últimos dias têm sido de intenso crescimento.

- Já diz "atão", "dá", e, tchan tchan tchan tchan, "mamã". Quando me vê solta um "mamã" lindo! A primeira vez foi na sexta-feira. Estava ao colo da tia e, de repente, eu entro na sala e ela diz "mamã". E a minha cunhada "ela disse mamã"! Eu, apesar de inchadíssima, tentei desvalorizar porque podia ter  sido simplesmente coincidência. Mas durante o fim de semana tirei as dúvidas. Entretanto, e porque de manhã é geralmente o pai que lhe dá o leite, assim que acorda começa "papa papa papa", agora pode ser papa ou papá...

- Já brinca comigo à bola. Eu atiro-lhe a bola, e ela devolve toda contente.

- Já dá algumas coisas quando lhe peço e estendo a mão.

- Já bate palminhas e sempre que faz algo que acha engraçado começa a bater palminhas... E ri-se imenso quando nós batemos também.

- Quando está sentada, facilmente, se coloca em posição de gatinhar, mas depois não é capaz de mexer as pernocas. Quando pretende alcançar algo que se encontra longe o que acaba por fazer é rebolar até conseguir ficar perto do alvo.

 

Continua doce, doce, e hoje quando a deixei no infantário, fiquei com o coração apertado... Ela ficou bem disposta, mas nos olhinhos dela vi que pensava que eu ia apenas ali ao lado... Ai meu Deus, quando se é mãe só se está completo com as crias bem perto, ao colo, sob o olhar, debaixo da asa... 

publicado por pipocateresa às 13:16 | comentar | favorito