Coisas giras...

Nos últimos tempos tem crescido tanto o nosso tesouro. A forma como se põe em pé, ágil, segura, as gracinhas que faz, sabendo que as está a fazer, o olhar de reprovação quando não gosta de alguma coisa, o esticar a corda... Cresce este nosso pirilampo, dia após dia.

 

... Sabe que não pode mexer nos albúns que estão no móvel da televisão. Rodeia o móvel a gatinhar, senta-se, olha para mim e mexe a mão, acenando um não claro. Volta a colocar-se de gatas e aproxima-se mais e agora sou eu que digo "não teresa, não mexe", e ela pára e sorri. Mas não mexe.

 

... Hoje estava a filmá-la a fazer algumas gracinhas. O pai pediu para ela fazer como o pato, ela olhou para ele e para mim, vi que não se lembrava e não resisti a sussurrar "qua qua", baixinho para que não se ouvisse no filme. Ela muito pronta responde "ca, ca, ca" e ri, dá gargalhadas maravilhosas, como que a perceber que estava a fazer batota. Ficou tão lindo o filme...

 

... E para finalizar o fim de semana em grande, adormeceu no meu colo. Já não me lembro da última vez em que isso aconteceu. Foi tão bom! Ela nos meus braços, tão grande, já com os seus sapatos com sola, as suas pernas gorduchas. Era tão pequenina que cabia inteirinha no meu antebraço. Agora, cabeça no antebraço, corpo no colo e as pernas caídas pelas minhas pernas abaixo.  

publicado por pipocateresa às 21:57 | comentar | favorito