Sobre o nosso João...

O nosso João é um doce de bebé. :) (e isto não é por ser meu) ;)

Adora que lhe façam festas na cabeça e na testa, adora massagens, adora beijinhos. Adora encostar-se a mim e ficar ali no miminho.

 

Até agora tem sido um bebé calmo e tranquilo. Durante o dia dorme pouco mas está geralmente bem disposto. À medida que o tempo passa vou-o conhecendo melhor e percebo facilmente os seus 3 tipos de choro: fome, desconforto, cólicas. Ser mãe é também uma experiência maravilhosa por isso: cada filho que geramos é um ser com a sua unicidade e que vamos descobrindo à medida que interagimos com ele. À noite o João tem sido um espetáculo de bebé: deito-o entre as 10 e as 11 e dorme seguido mais ou menos 5 horas; entretanto, acorda, mama e volta a adormecer até de manhã (entre as 7 e as 8). Adormece sozinho na alcofa, bastanto colocar-lhe a chupeta quando ela cai. Muitas vezes nem quer a chupeta: encosta a cabeça a um daqueles bonecos/pano e ali fica a roçar a cara até adormecer. Até agora apenas numa noite tive que o acalmar com o colo e embalar até adormecer (e foi logo no início). Ontem quando me deitei e enquanto ele adormecia na alcofa (desde que fez 1 mês que não dorme na nossa cama) ouvia o bebé do apartamento ao lado, que nasceu no dia 15 de novembro, e que chorava desalmadamente e pensava na sorte que tivemos até agora.

 

Já interage bastante connosco sorrindo e emitindo sons quando falamos com ele. Gosta muito de receber atenção e reage bastante aos estímulos externos. Eu vou falando com ele e cantando músicas. Este mês que se aproxima vai ser um mês de grande desenvolvimento em que começa a estar mais atento ao exterior e eu estou ansiosa para assistir e participar nesta nova fase. Por agora noto nitidamente que reage muitíssimo à música, olha bastante para as sombras e reflexos, gosta muito de um quadro que tenho na sala que tem alguns dourados e que quando está sol brilha, gosta de um boneco que é uma espécie de espanta espíritos e que eu penduro de forma a ficar junto das mãos dele (geralmente coloco o cabo duma esfregona na horizontal numa cadeira e depois penduro o boneco).

 

Noto também que começa a mostrar sentimentos diferentes face às pessoas que o rodeiam, sendo que eu, a irmã e o pai somos quem mais sorrisos lhe rouba.

 

E assim vai crescendo o nosso Piglet.

publicado por pipocateresa às 10:30 | comentar | favorito