29
Mai 09

Sopa de peixe

Foi esta semana! Aprovadíssima! Mas que boa boca é esta minha filha! Reage sempre bem aos primeiros sabores, o que não é assim tão normal.

 

Não tenho tempo, por agora, para escrever mais, mas não podia deixar de registar o momento.

 

E este fim de semana cá em casa vai-se falar Inglês. Temos visitas vindas da América. Amigos do papá. Ao menos desenferrujamos a língua, sem sair de casa...

publicado por pipocateresa às 13:22 | comentar | ver comentários (1) | favorito
07
Mar 09

5 meses...

E rápido, rapidinho, chegamos aos 5 meses. Parabéns, meu amor! Faz hoje 5 meses que encheste a nossa vida com a tua alegria!

 

E aos 5 meses...

- Gostas muito de sopa, de fruta e de papa. Já comes duas refeições de sólidos por dia e as restantes são de leitinho da mamã. O LM continua, mas não sei se por mais um mês... Com o regresso ao trabalho e a tua ida para o infanário, notei uma baixa de produção... Veremos. O problema é que tu e o biberão continuam a ter uma relação muito conturbada.

- Até ao momento, introduziste na sopa a courgette, o feijão verde, para além da abóbora, da batata (doce e normal), da cebola e da cenoura. Amanhã vamos provar o alho francês.

- Dormir durante o dia é agora muito difícil. O mundo é grande e interessante e a dormir não se aprende nada, pensas... Mas aprende-se amor e muito! Quando dormes estás a acomodar tudo o que assimilaste durante o dia. Por isso, vamos dormir durante o dia se faz favor, pelo menos duas/três horas.

- De noite adormeces no berço sozinha. Continuas a acordar uma vez para mamar durante a noite, mas assim que papas toca logo a dormir (tirando uma ou outra excepção).

- A adaptação ao infantário foi muito melhor do que a mamã julgava. Gostaste das tuas amas, elas gostaram de ti e agora é ver-te rir quando chegas que nem uma desavergonhada.

- Ris às gargalhadas, adoras brincar com os ginásios, deliras com música e queres muita atenção. Já conversas bastante.

- A chupeta serve para te ajudar a adormecer e também para brincares com ela. É ver-te a pô-la e a tirá-la alegremente.

- Gostas muito de te sentar na cadeira de refeições, mas ainda não te colocamos na posição sentada porque ainda tens que fazer muito esforço. Colocamos-te, sempre, na posição recostada (2ª posição da cadeira polly da chicco).

- És muito simpática e fazer-te rir é muito fácil.

- Quando te chamamos pelo nome já respondes. Olhas com um ar maroto. Ás vezes, como és uma reguila, ficas a rir-te e a olhar pelo canto do olho. Na escolinha já dizem que vais ser uma traquina.

- Tem dois dentes que não deram muito trabalho a nascer.

- Ainda não te viras nem achas muita piada quando a mamã tenta ajudar-te a mudar de posição.

- Gostas muito, muito, de estar sentada no sofá. Sozinha ainda não te aguentas sozinha.

- Cada vez estás mais linda, mais doce, mais ternurenta. Adoras encostar a cabeça ao nosso pescoço, qual verdadeira mimoca. Colinho também adoras!

 

Adoro-te, simplesmente!

 

publicado por pipocateresa às 21:29 | comentar | ver comentários (5) | favorito
19
Fev 09

Dia de aprendizagem por modelação...

É verdade, hoje foi dia de aprendizagem por modelação, que é a mesma coisa que dizer, em linguagem não psicológica, que foi dia de aprender com a experiência dos outros. Duas conversas, resultaram em importantes aprendizagens:

 

1. A primera tem a ver com a sopa da Teresa. Pois que a minha filhota, sopa não é doce, por isso quer mas é papa. Ai a quem tu sais miúda??!! hihi. Em conversa com a minha amiga Telma retirei a seguinte dica: colocar a fruta a cozer juntamente com os restantes legumes, torna a água mais doce, bem como o creme de legumes. Depois do blog da mamã Sofia, retirei ainda esta dica: substituir batata por batata doce e cenoura por abóbora torna o paladar da sopa mais agradável. À falta de batata doce, só consegui colocar em prática duas dicas: a dica da fruta e a da abóbora. Resultado: correu melhor, e com música à mistura a minha Pipoca lá foi comendo a sua sopinha. Ainda não comeu tudo e passado uma horita e meia a maminha da mamã lá teve que entrar em acção. Mas que melhorou, melhorou e com calma vamos lá.

 

2. A segunda aprendizagem tem a ver com o infantário. Neste momento, a Pipoca ainda não está  no infantário e começou hoje a fazer a sua adaptação. O papá levou-a de manhã (eu estava a trabalhar) e ficou com ela na salinha dos bebés durante uma hora. Amanhã serei eu.

 

Em conversa com uma colega que tem dois filhotes, partilhei que me sinto super mal por estar a levá-la para o infantário. De facto, apesar deste infantário ser o que mais me agradou de todos os que visitei, a verdade é que agora que lá entrei para deixar o meu tesouro, só vi defeitos... A verdade é que o problema não é o infantário mas sim eu. Eu que me sinto egoísta por deixar a minha razão de viver ali naquele espaço que ela não conhece (ainda, eu sei...), sem os brinquedos dela, sem a música que ela adora, sem os mimos e as atenções que recebe aqui em casa.

 

A minha ideia inicial seria colocar uma ama cá em casa é até tinha a referência, mas depois ponderámos que seria para  pipoca mais fácil fazer a transição agora do que depois... Enfim, não sei bem porquê, mas a verdade é que decidimos assim e que estamos a pagar infantário desde setembro.

 

Então e o que é que a minha colega disse. Do primeiro filho fez exactamente o que eu pensei fazer: ama em casa até aos 2 anos. Hoje arrepende-se imenso e o segundo filho foi logo aos 5 meses para a creche. Arrepende-se porque o filhote nunca se adaptou ao infantário, durante um ano chorava todos os dias em que ela o deixava lá, os colegas batiam-lhe e ele não se sabia defender,entre outras coisas. Gostei de ouvir a experiência dela porque foi a de alguém que já passou pelo mesmo que eu e que tem as duas experiências: a de colocar no infantário e a de não colocar. Ainda não estou decidida, mas fiquei mais consolada.

 

Amanhã vou ver como corre no infantário...

publicado por pipocateresa às 21:44 | comentar | ver comentários (8) | favorito
17
Fev 09

A primeira sopa

Ontem a Teresa acordou muito chorosa e murchinha, o que não é nada normal nela. A Pipoca acorda sempre muito alegre e bem disposta. Ontem eu tinha aulas de manhã (eles parece que adivinham) e foi o papá que ficou com ela. Quando cheguei à hora de almoço já doía a cabeça ao papá de tanto choro...

 

A verdade é que a Teresa não tinha feito cócó no dia anterior e estava muito incomodada. Via-se nitidamente que era esse o problema. A Teresa nunca teve esses problemas, mas desde que começou com a papa os intestinos começaram a funcionar de outra forma e por duas vezes não fez cócó durante 48 horas. Estive a ver na net alguns conselhos para estimular os intestinos e coloquei em prática as várias sugestões. Desde massagens, a estimular o rabinho com um termómetro molhado em azeite, fazendo movimentos circulares, nada resultou. Teve mesmo que ser o bebegel a entrar em acção. Assim que coloquei fez logo, e de tal maneira que tive que a colocar na banheira...

 

Pensei, por isso, iniciar a sopa como refeição de substituição da papa. E assim foi... Cozi duas batatas, meia cebola, uns bocados de abóbora e uma cenoura em água. Depois de tudo cozido, passei com a varinha e deitei um fio de azeite. Entretanto, cozi duas pêras e esmigalhei-as com o garfo (asneira, grande, já explico porquê).

 

E estava tudo pronto. A sopa ficou muito boa, muito cremosa. Fiz para duas vezes, pelo que hoje vai comer a segunda dose. Como correu? hmmmmm. lollol. Foi muito engraçado. A Teresa fazia imensas caretas e puxou mesmo para vomitar, coitadinha... Não gostou, pois... Mas lá comeu ainda algumas colheres. Pode ser que hoje corra melhor.

 

Entretanto, dei-lhe um bocadinho de fruta... Pois, engasgou-se a sério a minha menina. Coitadinha. A mamã não sabia que se tinha que passar a fruta com a varinha, pensava que seria suficiente esmigalhar muito bem. Assim que percebi, passei a pêra toda muito bem até fcar tipo papa. Mas ela continuava a não querer. Não insisti.

 

Enquanto estava a fazer o nosso jantar, pensei que talvez colocando um bocadinho da pêra no meu dêdo ela iria chupar e se aperceberia o que o sabor era bom. Assim fiz! E resultou! Comeu imensa pêra e só não comeu mais porque eu não quis dar mais do que metade da dose.

 

Penso que a introdução da sopa nem correu assim tão mal. De facto, ainda comeu algumas colheres e acabou por aguentar quase 3 horas até à refeição seguinte. Veremos como corre hoje...

publicado por pipocateresa às 09:23 | comentar | ver comentários (5) | favorito