Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog da Pipoca Teresa e do Piglet João

O que aqui deixo são bocadinhos de nós. Momentos, sorrisos, lágrimas. A vida na sua essência. O que aqui deixo são bocadinhos de vocês. São momentos que quero escrever para não esquecer. O que aqui deixo, deixo para nos/vos tornar eternos.

Blog da Pipoca Teresa e do Piglet João

O que aqui deixo são bocadinhos de nós. Momentos, sorrisos, lágrimas. A vida na sua essência. O que aqui deixo são bocadinhos de vocês. São momentos que quero escrever para não esquecer. O que aqui deixo, deixo para nos/vos tornar eternos.

O dia da papa

pipocateresa, 02.02.09

Hoje o nosso dia foi muito intenso.

 

Logo pela manhã fomos aos Centro de Saúde pesar a Teresa. Eu não cheguei a contar essa questão, mas na passada quinta-feira decidi passar no Centro de Saúde porque estava com a sensação de que as noites mal dormidas da Teresa ultimamente, poderiam ser fomeca. Como os bebés de vários blogs amiguinhos já estavam com suplemento, pensei que talvez fosse também a altura da Teresa. De facto, o peso não agradou e esta semana tivemos que lá voltar. Mas, a minha menina gosta de pregar partidas e aumentou mais em 5 dias do que quase em 3 semanas... Enfim, saí de lá toda contente!

 

Antes de vir para casa, passei na Farmácia para comprar a primeira papa. Decidi começar hoje, porque embora a Teresa só faça os 4 meses no sábado, como eu começo a trabalhar para a semana, dá-me muito jeito que a papa já esteja relativamente instituída por essa altura. Para além disso, também necessito que ela beba o meu leite pelo biberão com relativo à vontade, o que não estava a acontecer. Sendo assim, na farmácia comprei a primeira papa da Nutribén, uma colher da Chicco e um biberão da Chicco, visto que o da Nuk não estava a cumprir a sua tarefa.

 

Eram 3.30 quando a Teresa ingeriu pela primeira vez sólidos... Se é que aquilo são sólidos (fiquei com a sensação de que a papa é muito líquida... e isto apesar de ter cumprido rigorosamente as instruções). No início estranhou um bocadinho, mas depois já abria a boca alegremente. Cá me parece que esta minha filha sai à família e gosta bem de papar! No final, não ficou quase nada... Tirando a cara suja e o babete numa lástimas, claro!

 

Foi muito giro! Entretanto, na mamada seguinte experimentámos o biberão e ficou aprovadíssimo. Reagiu logo muito positivamente ao biberão. Vamos lá ver é se agora não gosta tanto que deixa de gostar aqui da maminha da mamã...

 

Sinto-me muito feliz hoje com estas conquistas. E, sobretudo, com maior confiança para o meu regresso ao trabalho!

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.